domingo, 17 de março de 2013

CONTO - SEQUÊNCIA DIDÁTICA


 ü  Objetivos:
·   Familiarizar-se com os diversos tipos de contos;
·   Definir e caracterizar o gênero conto;
·   Conhecer algumas biografias de autores contistas;
·   Conhecer as estruturas de um conto;
·   Comparar o conto com outros gêneros textuais;
·   Produzir conto;
·   Transformar o conto em outro gênero textual;
·   Publicá-lo na internet, expor na sala de aula e reunir num volume único (deixando na biblioteca).

 ü  Conteúdo: Conto.
 ü  Tempo Estimado: 12 aulas.
 ü  Público Alvo: Adolescentes de 11 a 17 anos - (6º ano).

PROCEDIMENTO DAS ATIVIDADES

1º PASSO
Espalhe vários livros de contos no chão da sala, depois peça aluno por aluno para escolher um livro, após ser escolhido, o professor pede para os alunos sentarem em círculo, em seguida ele contará um conto para a turma, logo após o educando deverá começar lê-lo, depois de lido, os discentes deverão trocar por outro com um amigo seu. Para o retorno da obra lida, eles devem responder a uma ficha de leitura, que depois de preenchida, deve ser entregue ao professor.

2º PASSO
Nesta segunda oficina será trabalhada a definição e caracterização do gênero conto. Distribua entre os alunos pequenas tarjetas, nestas, peça para eles escreverem o que acham, o que seja conto. Depois os recolha, e após peça a um aluno para vir na frente e retirar da caixinha uma tarjeta e ler em seguida para a turma, logo depois chame outros educandos para virem na frente e fazer a mesma coisa do primeiro. Em seguida o professor deve apresentar a leitura de um conto (pode ser este “Sopa de Pedra, de Pedro Malasartes, ou qualquer outro de sua preferência). Após abordar as características desse gênero, e em seguida espalhar no chão da sala de aula uma variedade de textos, e depois pedir os alunos para escolherem apenas os contos, justificando sua escolha (chame um educando após o outro). Para encerrar a oficina entregue uma atividade xerocada, explorando o conto “Sopa de Pedra”, porém dando ênfase a definição e caracterização, além de outros pontos importantes desse gênero.
  
3º PASSO
Nessa terceira oficina, vamos reforçar o trabalho do conto escolhido anterior (Sopa de Pedra). Nesta aula conduzir-se-á o educando a criação de uma propaganda (convencendo o público discente a ler esse conto) e em seguida a apresentação da mesma. Depois pedir os alunos para reescreverem esse conto, dando-o um final diferente. Após pedir para 1ou 3 alunos lerem. Em seguida ler o conto “Não quero casar com a filha do rei” e recontá-lo, utilizando suas próprias palavras. Para finalizar a oficina convide os alunos para recontarem outros contos que já conhecem.

4º PASSO
Agora que já conhecemos a definição de conto, suas características e familiarizamos com diversos contos, é hora de conhecermos um pouco sobre os contistas. Nesta oficina, vamos nos aprofundarmos sobre a vida e obra de alguns autores, isto é, vamos nos reportar a sua biografia.  De início distribuir entre eles cópia da biografia de Ana Maria Machado, peça para lê-la silenciosamente, depois o professor deve ler em voz alta, em seguida peça alguns alunos para lerem individualmente, após explorá-la utilizando um questionamento sobre a mesma. Logo depois pedir a turma para fazer sua biografia e em seguida lê-la para a classe. Para finalizar peça os educandos para pesquisarem outra biografia de qualquer contista (colar ou reescrever em seu caderno) e trazer para a próxima oficina.

5º PASSO
Nesta 5ª etapa, iremos mais além, pois conheceremos as estruturas de um conto. De início recapitule a oficina anterior, pedindo para alguns alunos lerem sua biografia, em seguida uma das biografias pesquisadas pela turma. Depois leia para a turma o seguinte conto: Uma Galinha, de Clarice Lispector, após de forma oral explorá-lo, utilizando um questionamento. Logo em seguida dividir a turma em grupo e entregar a cada um a cópia do conto, junto dê a cada equipe as respectivas partes de um conto (estruturas), peça que cada grupo recorte do texto essas partes e as apresentem no plenário. Concluída a atividade, é hora de você fazer uma breve explicação sobre as estruturas do conto. Depois entregue a cada aluno outro conto (A mulher do vizinho, de Fernando Sabino) e peça que os identifique suas respectivas partes.

6º PASSO
Oba! Que legal! Nesta oficina, iremos comparar o conto com outros gêneros textuais. Antes de iniciar nosso trabalho, vamos rever as estruturas de um conto, estudado na aula anterior. Distribua entre os alunos a cópia do conto “Caso de Chá”, de Carlos Drummond de Andrade; peça a turma para identificar os elementos da narrativa e em seguida faça a correção coletiva. Agora entregue a cada educando as cópias de um conto, uma fábula, um diário e um romance, e peça que ambos leem, observando suas características e definições. Terminada a leitura individual, promova a discussão de grupo, utilizando um questionamento. Depois distribuir entre eles um exercício de compreensão, aproveite para fazer a correção em seguida. Para finalizar a oficina, espalhe pelo chão da sala várias tarjetas, contendo definições, características e outras informações sobre o gênero (conto, fábula, diário e romance). Chamar aluno para escolher e identificar o gênero e ainda justificar sua escolha.   

7º PASSO
Nesta oficina, vamos pôr mão na obra, isto é, começar a produzir o nosso primeiro conto. Antes de iniciar nossa primeira escrita, vamos ver os dois tipos de discurso: direto e indireto. Distribua entre eles cópia com essas informações, não deixe de fazer uma breve explicação. A seguir entregue uma atividade de aprendizagem, faça a correção logo em seguida. Depois peça a cada educando para produzir seu conto. Lembre-se que o título é livre, eles podem falar do assunto que quiserem. Concluída a produção, recebê-los.

8º PASSO
Agora vamos intensificar mais nosso trabalho, o educando reescreverá seu próprio conto, fazendo as alterações possíveis e intermediado pelo professor. Para início de trabalho comece lendo um dos contos produzido pelos alunos (de preferência, escolha um onde apresenta erros de grafia, falta de coerência e coesão, pontuação e acentuação gráfica), não esqueça em distribuir cópia do mesmo entre todos. De forma coletiva, faça junto com os alunos as possíveis alterações (conduza o mesmo a perceber o que deve ser modificado), depois entregue suas respectivas produções, já intermediada pelo professor. Em seguida pedir para reescrevê-las, tendo o cuidado para não cometer os mesmos erros.  Terminada a reescrita, recolher novamente as produções, e para encerrar escolha alguns dos contos e chame alunos para lê-los no plenário.

9° PASSO
Nesta oficina, vamos trabalhar a interdisciplinaridade, isto é, o aluno vai aprender a transformar um gênero em outro. Neste caso, vamos aproveitar o conto que todos produziram. Antes de iniciar recapitule a oficina anterior, vendo se ainda há texto que precise fazer reescrita. Depois entregue as produções a cada aluno, em seguida escolha um, dois ou três alunos para lerem seus respectivos contos. Para começar a transformação de um gênero em outro, dê a cada educando a cópia de um gênero qualquer (pode ser um conto, uma fábula, um poema etc.) e sua respectiva mudança. Em seguida trabalhe a leitura em voz alta, feita pelo professor, depois a leitura coletiva, feita por todos, e para finalizar esta atividade, peça a leitura individual por alguns alunos. Logo depois reoriente a todos no procedimento da atividade, e após a realização da atividade, a mudança de seu conto em qualquer outro gênero. Concluída a atividade, recolha tanto o conto como sua outra produção.

10º PASSO
Nesta penúltima oficina, vamos trabalhar com os contos clássicos (Chapeuzinho Vermelho, A Pequena Sereia, Branca de Neve, A Bela Adormecida, João e Maria, Os Três Porquinhos e Cinderela). De início ouvir o áudio da historinha dos Três Porquinhos, em seguida explorá-lo por meio de questionamentos, após dividir os alunos em trios e distribuir cópias dos respectivos contos; em seguida orientá-los no procedimento da atividade (peça que todos leem os sete contos), terminada a leitura, peça a cada trio para recontar um dos contos lidos, depois do reconto, escolher um desses contos para a turma apresentar na última oficina (a escolha pode ser coletiva). Para finalizar esta, entregue a cada educando uma ficha de leitura para serem preenchida por eles, ambas relacionadas aos sete contos. Recebê-las depois de concluída.

    11º PASSO
Finalmente, chegamos a nossa última oficina. Nesta, iremos expor nosso trabalho, como também apresentaremos um conto clássico em forma de teatro. O professor deve preparar o ambiente, deixá-lo propício a este encontro. Por exemplo, ornamentar a sala com material voltado aos contos, mural com as produções dos alunos, exposição de diversos contos na parede da sala, biografia de alguns contistas como também a biografia dos alunos. Antes da apresentação teatral, peça a um educando para ler o conto de Pedro Malasartes “A panela que cozia sem fogo”, entregue uma ficha para compreensão textual (eles podem até levar para responder em casa, depende do tempo), em seguida é hora da apresentação teatral. Finalizar a aula, entregando as produções textuais à turma.  

Um comentário:

  1. Amigos professores trabalhar com sequência didática é uma maravilha! Os discentes aprendem com mais rapidez, além de se sentirem convidados ao ensino-aprendizagem. Experimente!!

    ResponderExcluir

Obrigado a todos que passarem por esse blog e deixar seu recadinho.